quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Tequila°


me dá um trago da sua boca,
me dá uma dose de saliva,
saliva doce como droga,
como droga que vicia.

Eu quero o porre que derruba
na cama, no chão, na cozinha.
Eu só preciso dos poros,
pelos, cheiro,
da tua pele macia.

Se faz de tonto me distrai
e me engole sem aviso.
E o mundo gira, gira, gira

suga o sal com a boca,
vira com os lábios,
e do verde a fome sacia.



O mundo parou e continua girando...







Por Mayara.

Um comentário:

Maíra disse...

hauhauahauhauahauhauhauahuha